terça-feira, 22 de abril de 2008

:-(

Não tenho sinceramente muito para dizer... não só pela falta de inspiração, mas também pela falta de tempo.... desde que vim do meu fim de semana gordo em Londres que tenho a minha agenda numa autêntica confusão... ela é testes e mais testes na faculdade (que começaram agora e parecem não ter fim à vista), ela é trabalhos e mais trabalhos (que também além de pouco interessantes e enfadonhos, também não têm fim), ela é trabalho aqui na empresa que ainda não consegui pôr em dia... meu Deus, e para piorar, não tenho andado muito bem ultimamente, estou cansada, meio ingripada e muito pouco motivada... até a mais simples das tarefas é um enorme sacrifício realizar....
ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh tenho vontade de voltar as costas a tudo e ir para casa...
estar longe de tudo e todos (não sei se seria uma solução inteligente, mas seria um bom escape)...
Bem mas como isso não é possivel... aqui tenho de continuar, até que a inspiração me venha e dias mais solarengos invadam a minha vida...

sexta-feira, 18 de abril de 2008

Caos...

A minha agenda está um verdadeiro caos, ela é testes marcados, é trabalhos para entregar, e mais blá blá blá e tempo para tudo isto??? pois... tempo é coisa q eu n tenho....
aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii tenho vontade de gritar....
HELPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPP

quarta-feira, 16 de abril de 2008

Adorei, adorei e adorei

Pouco tenho para dizer sobre a minha viagem de fim de semana a Londres... foram 4 dias simplesmente magníficos...

Adorei

Adorei

Adorei

quinta-feira, 10 de abril de 2008

Ando Intrigada...


De há uns tempos para cá dou por mim a reparar numa situação que para mim é um tanto ou quanto estranha, para não dizer "muito pouco higiénica"...


Já reparei isto... tanto na Faculdade como também em Centros Comerciais... então não é, que há umas meninas que quando vão à casa de banho e têm o descaramento de sair sem lavar às "manápolas"... a viagem que fazem até ao lavatório é unicamente para compôr a "juba" e ver se a maquilagem que têm na "tromba" está ok... Meu Deus... será que estas criaturas não sabem que aquela torneirinha que ali está, deita água e que convém lavar as ditas, depois de um contacto próximo com a "patareca"... urhhhgggg... badalhocas...


É bem certo que não são todas, mas posso afirmar que algumas se passeiam todas "pimponas" com as maos todas "cagadas"... suas porcas... toca a lavar as maozinhas e com sabonete de preferência...


É já amanhã...

Bem, hoje para variar cheguei os habituais 5m atrasada ao trabalho... não sei o que se passa comigo, mas não consigo por mais que tente, chegar a horas ao trabalho... como o meu chefe hoje deve ter acordado com os pés de fora, mal cheguei tive que o ouvir... nada de grave, até porque está cheio de razão, mas é desagradável ouvir blá blá blá logo às 9h da matina...
Aparte disso, hoje estou meio azamboada (nem sei se esta palavra existe, mas paciência), dormi mal, estou nervosa, muito agitada, e muitoooooooo ansiosa... até que enfim está a chegar o dia 11 de Abril... custou mas foi...
Para falar verdade hoje tenho mil e uma coisas para fazer, até porque ainda não tratei de absolutamente nada, népia, nicles, niente, nothing... tenho mala para fazer, umas ultimas compras para tratar, tenho um jantar de aniversário à noite, tenho de passar pela faculdade, bemmm... nem sei se conseguirei fazer tudo isto hoje... tendo em conta que saio do trabalho às 17:30, mas vou tentar...
Até já sinto as chamadas "borboletas no estomago", tal não é o medo que tenho de viajar de avião...

quarta-feira, 9 de abril de 2008

E por falar nela...



E por falar na casinha q eu e o meu Luv compramos recentemente... cá está ela... o nosso bébe...

O nascimento está previsto para o final deste ano (vamos lá ver... se não vou ter de distribuir chapadas pelos trolhas, por não cumprirem prazos)...

Ahhh... pois!!... não!! não compramos o prédio... só compramos mesmo o 3º andar (canto superior direito)... é tão linduchas!!!

Quando é que casas???

E ENTÃO? PARA QUANDO O CASAMENTO??

Dasse... a tipíca pergunta que sinceramente já me está a começar a chatear... por mais que pense, já não sei qual a forma mais simpática e educada para responder a isto... sem que em vez do habitual... "bem casar n faz parte dos nosso planos para já... mas morar juntos! quem sabe quando acabar a faculdade" começe a responder... "dasse e se se metessem na p*** da vossa vida... quantas vezes vou ter de responder que não tenho como projecto de vida (para já... como é óbvio) casar e ter filhos... porra"... a sério, estou a começar a chatear-me com isto, já se torna oborrecido a mesma merda de pergunta... mas é assim tão anormal eu com 27 anos ainda n pensar em casar apesar de namorar há + de 10 anos???

Dasse q até irrita...

Sinto que perdi tanto tempo na minha vida sem ter um projecto de vida, sem me dedicar verdadeiramente a uma coisa, apenas me limitava a viver o dia-a-dia, e quando era confrontada com o pensamento de "mas o que quero fazer verdadeiramente da minha vida?" não sabia simplesmente o que responder, então limitava-me a responder para mim mesma " posso não saber o que quero para a minha vida, mas tenho bem presente aquilo que não quero"... hoje a pensar nisto até me dá arrepios e não gosto de ouvir quando alguém também usa este cliché, para se desculpar da sua vida mediocre e insignificante...

A verdade é que começei a trabalhar muito cedo, tinha 16 anos feitos à pouquissimo tempo quando percebi que odiava o agrupamento que tinha escolhido no 10 ano (humanidades), então como solução resolvi desistir... para não ficar em casa sem fazer nada, arranjei um emprego na hora (saio das aulas à hora de almoço, vou procurar trabalho da parte da tarde e no outro dia às 10h começo a trabalhar)... é um facto que o trabalho que tinha na altura não era nada de especial, mas só o facto de receber ordenado ao final do mês, de ter um horário para cumprir e obrigações fizeram de mim a adolescente mais patética de sempre...

E assim foi durante muito tempo casa-trabalho-casa-namoro, etc e tal, entretanto no decurso dessa jornada, inscrevi-me na escola à noite, para então fazer o 10º, 11º e 12º ano... durante esse período equacionamos a hipótese de comprar-mos casa e de juntarmos os trapinhos, vimos enumeras casas, até que encontramos uma que nos "enchia as medidas" e quando estavamos quase quase a entregar a papelada para dar andamento ao processo, começei a andar para trás e a pensar "será??? é isto mesmo que eu quero??? que vida vamos ter?? que projectos?? que qualidade de vida iremos ter com os magros ordenados que recebemos???, pensei... pensei e disse BASTA... poxa... tenho 25 anos, acabei agora o 12º ano as oportunidades de um melhor emprego são escassas, cada anúncio que vejo pedem licenciatura como requisito minímo... e eu limito-me a pensar numa casa, mas que raio...estou a pôr a "carrocha à frente dos bois"... vou mas é para a faculdade, vou ambicionar uma vida melhor... e assim foi...

Em 2006 inscrevi-me na faculdade e hoje estou no 2º ano da minha licenciatura... tenho pena que não tenha percebido isto mais cedo, mas também sei que ainda não é tarde, que ainda vou a tempo... adiei alguns projectos em prol de outros... mas também hoje sei aquilo que quero, aquilo que ambiciono, a força que me move é outra e não me limito a responder "ahhh e tal, projectos??? bem??? não sei bem, sei apenas aquilo que não quero???? bahhhh basta... basta de levar a mesma vida de sempre, basta de contar trocos até ao final do mês, de não ter guito nem para mandar "cantar um cego", BASTA...

Quero mais, muito mais, se o vou ter??? bem isso não sei... mas sei que vou lutar para que tudo mude... isso é uma grande certeza....


Entretanto compramos casa recentemente, ainda em construção, está prevista a sua conclusão no final deste ano, isto se não houver atrasos... para o ano se tudo correr como ambicionamos iremos então morar para a nossa casinha... mas não sem antes ir-mos para Londres para trabalharmos durante 6 meses a 1 ano, e depois... só depois então pensaremos em casamento e quem sabe em descendência...

Portanto parem de me perguntar: "para quando o casamento"...

terça-feira, 8 de abril de 2008

1º Comentário...

Como feito inédito que é, tem de merecer destaque... é verdade... qual não é o meu espanto quando venho aqui ao blogue e vejo que tinha um comentário... upiiiiiiiii, fiquei perplexa, alguém tinha lido um blá blá blá meu e tinha comentado... sem perder mais tempo vou ver singelamente quem teria sido e qual não é o meu espanto (eu sei que me estou a repetir, mas a esta hora o tico e o teco ainda n estão em perfeita sintonia), e vejo que tinha sido da Tuga em Londres...

Um blogge que sigo atentamente, desde há um mês e meio para cá... é engraçado isto da blogosfera... criamos "afinidades" com pessoas que desconhecemos, que nunca vimos nem mais gordas nem mais magras, lemos o que escrevem e simplesmente através disso nos identificamos com elas... e este Blogge é exactamente exemplo disso... quando há cerca de um mês e meio achei que estaria na hora de tirar um fim de semana para repor energias e nos resolvemos a ir para Londres agora no mês de Abril, foi neste blogge que encontrei todas as informações que necessitava e foi então que o adicionei aos favoritos e o começei a seguir quase que diariamente... gosto bastante e gostei ainda mais de ter sido deste blogge o meu primeiro comentário...

segunda-feira, 7 de abril de 2008

Ninguém merece...



Ahhhhhhhhhhhhhhh... e quando depois de um belo fim de semana, super relaxado, com o sono reposto, a disposição em alta, e as cusquixes em dia, chegamos uma bela manhã de 2ª feira (que também nos fez o favor de nos brindar com um dia cinzento e frio) e levamos com a bela e estonteante disposição do nosso chefe???annn...

Ahhhhhhhhhhhhhh só tenho vontade de dar meia volta e voltar para a minha bela caminha, mas não sem antes o mandar ir cagar à mata, limpar o cu às ervas e trazer a amostra nos dentes...

Dasse... ninguém merece...

Aiiiiiii o amor é louco e não faças pouco...

Aiiiiiii o amor é louco e não faças pouco...

Porque amar faz muito bem à saúde... é verdade...

Após tantos anos de namoro, resolvemos muito recentemente visitar um mótel, isto em Fevereiro... a principal razão foi de facto a curiosidade e o resultado superou em muito a nossa espectativa, tanto pela higiene, pelo conforto, pela simpatia dos funcionários, pela discrição (confesso, que isso não nos faz diferença) e pelo ambiente muitooooooooooo sugestivo ao AMOR, ao PRAZER...
Um mês depois resolvemos voltar a outro, e mais uma vez ficamos rendidos, gostamos mais que o 1º, voltou a ser um dia muito bem passado, entregues ao capricho de um amor que nos une à muitos e bons anos...
E como sempre ouvi dizer que não há duas sem três, este Sábado lá voltamos nós... como não poderia deixar de ser, fomos conhecer outro... e recomendo...
Ao contrário da opinião que mantive durante tantos anos, os móteis não são só para os "amantes", para as e"escapadinhas" e "facadas no casamento", para os "pulos de cerca"... são sobretudo para quem se ama, para quem se quer, para quem se deseja... e mais que isso, são para todos os dias... para os especiais e para os mais banais... para namorados, casados e divorciados... são para todos os que percebem que o AMOR, é para ser vivido e não reprimido...
Eu fiquei fã... e sempre que puder, vou lá dar um salto com o meu Luv... até porque uma cama redonda com um espelho por cima, faz parte do imaginário de qualquer mortal...

sexta-feira, 4 de abril de 2008

Há dias assim...

É verdade... o sol brilha, os passarinhos cantam, a disposição está ao rubro pois é 6ªf... e o meu carro pifou...

Pois é, lá ía eu toda fanfarrona almoçar no meu belo bogas, quando ele pura e simplesmente se recusou a pegar... a bateria n deu sinais de vida... MORREU!!!

Nada que me espante, pois ultimamente já me tinha dado alguns sinais, uns últimos suspiros antes do adeus final... mas eu, como boa Tuga q sou, pensei: bem... foi apenas um sinal, talvez se aguente mais um tempinho e de facto aguentou até hoje...

Bem... apesar de tudo foi aqui à porta do trabalho, o que até me deu jeito, porque há sempre uma mao amiga para empurrar o carro da menina... se tivesse sido à noite na faculdade, bem tramada estava, além de poucas maos amigas (depois de um longo dia de trabalho e de aulas, não me parece que ainda reste disposição para empurrar latas), o espaço para empurrar o carro é digamos que nenhum, aquele parque de estacionamente mais parece um amontoado de latas e quando pensamos que já não há mais lugares, lá vem um chico esperto que encontra sempre um buraquinho para enfiar o carro dele, pensando ele que é um grande surtudo no meio de tanto nabo, e os outros que se f****, sorry... o meu palavriado mas é mesmo assim...

Bem, mas apesar de tudo é 6ªf, e apesar de alguns euros mais pobre... É PRIMAVERA!!!

quinta-feira, 3 de abril de 2008

A primavera e os casamentos



Pois é... como não poderia deixar de ser, até mesmo para que não se quebre a tradição... com a chegada dos primeiros raios de sol, vêm os tão (in)desejados convites de casamento...

Não sei o que motiva as pessoas a casarem-se sempre nas mesmas alturas, a fazerem a boda nas mesmas quintas de sempre, e blá blá blá... n percebo...

SERÁ QUE É ASSIM TÃO ESSENCIAL, FAZER O MESMO QUE O NOSSO VIZINHO, AMIGO, MÃE OU AVÔ, E BLÁ BLÁ BLÁ FIZERAM... E A FESTA?? AFINAL DE CONTAS A FESTA DE CASAMENTO É PARA QUEM??? PARA OS NOIVOS, PARA OS CONVIDADOS??? NÃO... GOSTARIA QUE ALGUÉM ME EXPLICASSE... GOSTARIA DE ENTENDER A RAZÃO DE SE GASTAR UMA PIPA DE EUROS NUM ÚNICO DIA... MAS PORQUÊ??

Ahhh e a lua de mel... sempre na mesma ilha paradisiaca de sempre... LoL... mas será que somos ratos de laboratório e ainda não demos conta, ou que à nascença foi-nos dado o molde de como nos deveriamos guiar na nossa vida...

Bem... eu sei que pareçe conversa de solteirona que vive na angustia de não conseguir casar um dia, mas sinceramente não é... tenho Luv, do qual muito me orgulho e que agradeço a todos os anjinhos os fantásticos 13 anos que estamos juntos (às vezes não tão fantásticos, mas quem não tem dias maos?), mas sinceramente não consigo entender que raio de motivação se prende com o CASAMENTO... n percebo...

Talvez um dia, consiga perceber, porque a maioria das pessoas se empenha ou empenha os outros para fazer o tão desejado casamento, para mostrar à sociedade que também casou de branco, com direito a fogo de artificio e tudo e que já está encaminhada na vida... agora é só esperar para ter filhos e pronto... A REALIZAÇÃO DE UMA VIDA SE RESUME A ISTO...

Continuo sem perceber, até porque começo a ficar farta de gastar dinheiro em casamentos e a recusar outros tantos, e que ao fim de meia duzia de anos se desmoronam e caem por terra, e lá se vão a juras de amor eterno no altar e toda a treta de tradição e blá blá blá... e o meu dinheiro... sim.... porque o dinheiro da prenda nem sequer é dedutivel no IRS... e que eu poderia aproveitar para fazer mais um City Break... olha!!!! aí está!!!! à tanto tempo que ando para ir a Barcelona... não sei, mas talvez não seja má ideia recusar o convite que recebi ontem e partir no verão para Barcelona.... vou pensar nisso...

e treze anos depois...







Ainda nem estou em mim... treze anos depois vou voltar a uma das cidades que mais gostei de visitar... LONDRES!!!

As motivações que me levam hoje, são bem diferentes das que me levaram no passado...

Há treze anos fui numa viagem de finalistas... isto quando ainda andava eu no 9º ano... resolvemos quebrar a velha tradição de que as viagens de finalistas unicamente se faziam no 12º ano.... e com a ajuda (indespensável) de um profa de Inglês (que sinceramente, já não me recordo do nome), organizamos tudo e partimos à aventura numa viagem que durou 9 dias, partimos de Lisboa de Autocarro numa noite de Abril e 2 dias depois ... VOILÁ... Londres penetrava no nosso horizonte... foi a 1º vez então, que pisava solo estrangeiro, e devo reconhecer que para mim foi mesmo uma grande aventura... ficamos instalados em casa de familias inglesas, em Dover, e durante esse período abriram-nos as portas de suas casas, deixaram-nos visitar a sua cultura e cuscuvilhar a sua vida... a minha companheira de casa foi a Ana Filipa (uma amiga que apesar de não ver há séculos, mora com muito carinho no meu cuore)...

Hoje (ou melhor, daqui a uma semana... no dia 11 de Abril), parto para férias, o chamado City Break... vou a Londres com o meu Luv...

Esta viagem estava prometida, praticamente desde que nos conhecemos, mas a vida dá mil e uma voltas e ainda não tinhamos tido a oportunidade de a concretizar... ora porque as nossas férias não coincidiam, ou porque não tinhamos capital disponivel para a aventura, ora porque entretanto tinha surgido a oportunidade de visitar outra cidade... e assim fomos adiando e adiando e adiando...

Não quero com isto dizer que agora ando a nadar em dinheiro (infelizmente), nem que disponho de muito tempo (idem), mas o fenómeno das Low Cost, vieram revolucionar o modo de viajar de muitos turistas, no qual eu e o meu Luv nos incluimos... e assim sem mais desculpas e sem ter de fazer grandes contas ao orçamento, partimos rumo a mais um fim de semana, que espero, que seja tão especial como todos os outros que temos tido a oportunidade de fazer...

Agora que o dia se aproxima, começo a ficar com as chamadas, borboletas na barriga... não só porque estou mortinha para quebrar a rotina, mas principalmente porque andar de avião me perturba imenso...eu sei que são apenas 2h e 30m, mas para mim, só o facto de entrar num aeroporto, aliás, só o facto de pisar um aeroporto, me deixa nervosa...

Mas tem de ser, até porque viagens de autocarro... não são mais agradáveis e muito menos seguras...

...e assim, vou contando os dias, esquecendo a montanha de trabalho que tenho espalhado sobre a secretária, os exames na faculdade que se aproximam e as chatises do dia-a-dia...

quarta-feira, 2 de abril de 2008

à 3ª é de vez

Bem... sempre ouvi dizer que à 3ª é de vez... se de facto é ou não, não sei... mas vamos ver....

Digo isto porque é precisamente a 3ª vez que crio um blog... começo sempre com uma pica desgraçada, mas ao fim da 2ª semana acabo por me dar por vencida... ou seja pela falta de tempo, de imaginação, ou porque sempre fui assim... digamos que instável... (bem, nem acredito que o admiti), mas é a mais pura das verdades...

E isto não se passa só no mundo da blogosfera... acontece tanto a nível profissional como pessoal.... começo tudo sempre a 100km/h, super motivada, inspirada... e depois com o decorrer do tempo, vou ficando desmotivada, aborrecida... infelizmente, nem tudo é tão facil como criar um blog e simplesmente desistir...

Bem, mas desta vez vai ser diferente, até porque será uma forma de deitar cá para fora tudo o que sinto sem ferir ninguém , e nem de chocar os mais sensiveis com algumas das babozeiras que passam diariamente na minha mente.... vou escrever até que me doam os dedos, até que a minha vista fique cansada, os pés dormentes, a boca seca... lol

Vou escrevendo na esperança de rápidas melhoras...