quinta-feira, 20 de novembro de 2008

SONDAGEM SOBRE AS CONDIÇÕES DE TRABALHO

Enquanto vageava pela net a seguir ao almoço, assim como quem faz qualquer coisita para que a preguiça não tome conta de mim, encontrei neste Blog uma sondagem sobre as condições de trabalho em Portugal, sondagem esta que está a ser feita por 2 portugueses que são investigadores em Roterdão, vou deixar em baixo uma pequena introdução dos próprios e os respectivos links...
Olá,
Eu, Nuno Camacho e o Luís Carvalho, somos dois investigadores portugueses da Faculdade de Economia da Universidade Erasmus de Roterdão. Estamos a iniciar um estudo em que tentamos perceber as percepções dos Portugueses sobre as condições de vida e trabalho em Portugal e/ou no país onde se encontram a residir ou trabalhar.Desta forma, vimos pedir a vossa colaboração. Quando tiverem 15 minutos disponíveis, seria fantástico se respondessem ao inquérito que preparamos para este estudo. O objectivo do nosso estudo é sugerir estratégias e acções para um melhor aproveitamento do talento e capital humano português.A vossa ajuda é preciosa para levarmos este estudo a bom porto. Todas as respostas serão tratadas de forma confidencial.
Se trabalha/estuda em Portugal, p.f. utilize o link:
Se trabalha/estuda fora de Portugal, p.f. utilize o link:
http://www.surveygizmo.com/s/77861/inqxpt
Muito obrigado pela sua ajuda!
Um abraço,Luís Carvalho e Nuno Camacho
P.S. quem quiser ajudar a divulgar está absolutamente à vontade!!!!!

8 comentários:

Andreia do Flautim disse...

Acho que vou ajudá-los!

francis disse...

Já fiz.

Restelo disse...

Já respondi e vou passar a info aos amigos cá da ilha.

[In]satisfeita disse...

Boa, boa!

Beijinhos

Cadinho RoCo disse...

Iniciativa boa e importante porque assim vocês portugueses terão mais esta fonte de referência ao dispor das suas necessidades.
Cadinho RoCo

Salto-Alto disse...

Estou a responder! :)

Cor do Sol disse...

Vou fazer, mas a horas decentes. Se me arranjatem um trabalhinho em Roterdão faço já :)

Nuno disse...

Já dei o meu contributo.

Beijinho,
Nuno.