quarta-feira, 24 de junho de 2009

EGOISMO...

nunca escondi de ninguém que me considero uma pessoa egoísta q.b., sei que não é uma coisa bonita de se dizer, muito menos de se admitir, mas é verdade e como tal, para quê estar com merdas e com conversetas da xaxada que até são bonitas e cai bem de se dizer, mas depois na prática é tudo ao contrário... ainda recebo de quando a quando, uns ares de admiração, quando entre uma conversa e um cigarro me saio com esta!!
Também não será novidade, se disser que estou rodeada de pessoas muito íntegras, muito verdadeiras, muito amigas do seu amigo, muito presentes, muito transparentes e sinceras e blá blá blá, que isto quando toca a falar de nós, é sempre a subir na escala da gaja-muita-boa-com-granda-coração-prendada-como-o-caraças... e quando uma pessoa nem conta, leva um pontapé na peida do genêro "toma lá pra aprenderes a não confiares em sonsas/os"...
eu sei que não dá muito jeito e que até custa um bocadinho-grande, mas se por vezes fizermos uma auto-avaliação a nós próprios vamos descobrir que afinal já todos fomos um bocadinho cabras/cabrões para alguém, que já fomos muito sacanas, que já pensamos muito no nosso umbigo e que afinal não somos exactamente aquilo que queremos (quase à força) passar para os outros...
e tudo isto porquê??? porque assim e visto que não trazemos etiquetas a classificarmos a nossa pessoa, também não andamos a enganar ninguém e a criar falsas espectativas de nós próprios... porque isto de apontar o dedo e bater no peito até é "muita baril" mas já dizia o outro "que quando apontamos o dedo a alguém, é preciso não esqueçer que temos 3 apontados para nós" e já agora, no meio desta lenga-lenga, gostava que alguém (de preferência uma BOA PESSOA) me explicasse qual a bitola que serve de medição e comparação do tão enigmático comportamento humano???

10 comentários:

Espada disse...

Por muito que se fale, por muito que se diga, por muito que se faça, o "eu" prevalece acima de tudo e todos. O resto é só basofia para ficar bem!! Mas claro que ha sempre pessoas que tem essa capacidade pouco comum hoje em dia de serem amigas e sinceras com todos os seus amigos!!! Ás vezes!!! :D:D:D

A Teoria do Kaos disse...

Concordo com o comentário acima

Olhos Dourados disse...

Está bem, eu confesso que já fui mázinha e tal algumas vezes... Mas também foi porque o mereceram! :p

nutmeg disse...

Isso é uma questão muito filosófica...

volteface.book disse...

Eu sou boa pessoa e muito pouco egoísta. Curioso, sendo filho único.
Mas o que quero mesmo apontar é que este cabeçalho está muito catita. Mais um, mais um.

Textículos disse...

Acerca “da verdade toda na verdade” ao contrário de Descartes, o fundador da Modernidade, que afirma a sua inicial desilusão e total desconfiança, tanto em relação ao conhecer imediato dos sentidos, como ao mediado saber dogmático ou da Escola, esquecendo que, tanto um como outro, assentando no mesmo portento por descobrir, talvez não merecessem tamanha destruição, mas deixam cunhado o signo e o selo que identificam uma filosofia, infantil, filha do sopro do vento, em busca duma verdade intemporal e indimensionada, testemunho que só encontra corroboração similar no inquebrantável Parménides, só neste longínquo sábio Eleata, de facto, vemos semelhante fala poiética e poética, igualmente proferida perante a cúria dos caminhantes de sempre.

Não sei! :)

Cor do Sol disse...

Eu devia ser egoísta. Hoje o mundo está para quem só pensa em si.Tenho muitos defeitos, ser egoísta não é uma delas, mas podia ser.lol. Onde vivem essas pessoas com quem te dás para ficarem admirados com isso?

papagaio disse...

eu acho que as bitolas somos nós....a equaçao é sempre a partir de nós para os outros e .....eu sou boa pessoa caraças tenho é o defeito de ter um coraçao de ouro ou oiro???

Poupinhas disse...

Se é errado querer o bem para nós em prol de alguém ficar chateado, ofendido, fodido, magoado? Pode não ser errado, aliás até é bastante certo tendo em conta que anda meio mundo a foder outro meio mundo. Não estamos numa selva em que a lei do amis forte prevalece. Temos que ser astutos, correctos, pragmáticos e acima de tudo justos. Vejamos, se em casa não houver pão, vou à padaria e sou a cliente que está à frente de outra e haver apenas 10 pães para satisfazer as necessidades dos dois consumidores que somos, é fácil de adivinhar que tenho 3 hipóteses: não compro o pão e dou a vez a outra pessoa; compro o pão e estou-me a marimbar para o outro cliente; dividimos 5 pães para cada e ficamos ambos servidos. Ao lerem estas hipóteses optarão pela última, que é a mais justa e todos ficam a ganhar. O problema do egoísmo é que as soluções muitas vezes comportam apenas as duas primeiras opções e aí sim pensamos no nosso bem estar mas não propriamente no mal da outra pessoa, existe quase sempre alguma consciência. Se todos somos um bocadinhos egoístas?? Somos.
Beijinhos*

AB disse...

Pronto, dou a mão á palmatória e admito que já fui um tanto mázinha com uma ou outra pessoa. Mas confesso, a verdade é que estavam mesmo a merecer!
Beijinho