segunda-feira, 12 de outubro de 2009

NA SEMANA PASSADA...

recebi uma proposta de trabalho. Não era uma proposta fantástica, mas era dentro da minha área académica e com valores acima dos que actualmente recebo... mas vinha tão cheia de senãos e escritos nas entrelinhas que acabei por recusar... primeiro era apenas para um contrato por uma ano (e sabia à partida que não seria renovado, porque era um contrato ao abrigo de um programa nacional), mas isso era o mal menor; depois teria que me despedir na hora para começar a trabalhar hoje (tendo em conta que estou há 6 anos na minha empresa teria que indemnizar a empresa com dois meses de aviso prévio); teria que ter na minha mão uma série de papelada que de certeza não conseguiria até ao dia de hoje (papelada inerente ao consurso, incluí filas no Centro de Emprego e Segurança Social); teria que abdicar das minhas férias que estão quase quase aí à porta, que estão marcadas e pagas à séculos e que não haveria forma de recuperar os muitos euros pagos; apenas iria receber 12 meses de ordenado + 1 mês férias (ou seja, subsídio de Natal é mentira) e feitas bem as contas iria receber apenas mais 60 euros por mês... se fiz bem??? eu penso e estou certa que sim... o tempo o dirá!

17 comentários:

Lia disse...

como eu te percebo!!! há que pensar a longo prazo e não no que parece melhor no momento! A vida é tramada quando nos faz tomar estas decisões!

Saltos Altos Vermelhos disse...

Na minha opinião, fizeste bem! Sabes, nem sempre o dinheiro a mais compensa... temos mesmo de ver todas as particularidades!!!

Juky disse...

Também acho que fizeste bem! :)

Celinha 007 =) disse...

Eu acho que foi uma atitude muito sensata ;) Um beijoka grandinha :D *

Korrosiva disse...

Há que fazer sempre muito bem as contas e ver com clareza (a possivel) o dia de amanha.

beijinhoss

Nuno disse...

Há uns tempos atrás também surgiu a possibilidade de eu ir trabalhar para outro sítio, a ganhar um pouco mais (cerca de 500 a 600 euros a mais). A proposta era tentadora, mas acabei por recusar por vários motivos:
- Ia trabalhar longe de casa;
- Metade do dinheiro que ia ganhar ia ser gasto em combustível;
- A viagem demorava 1h para cada lado, embora a distância fosse de 50 Kms;
- A viagem seria feita em estrada de serra, o que no Inverno seria horrível;
- Ia perder qualidade de vida;
- O contrato era de 1 ano;
- E pela conversa que tive com uma pessoa que trabalhava lá, não havia grandes perspectivas de renovarem. Ia lá fazer o que era suposto ser feito e, depois disso, adeus.

Muitas vezes, não é só o que vamos ganhar a mais que é importante. Existem vários factores que devem ser pesados antes de tomarmos uma decisão. Pelo que contas, acho que tomaste a decisão mais acertada.

Beijitos,
Nuno.

Nuno disse...

ERRATA:
- Metade do dinheiro que ia ganhar a mais ia ser gasto em combustível.

Verinha disse...

A mim, parece-me que tomas-te a decisão mais acertada!

Bjks***

Olhos Dourados disse...

Essas decisões são difíceis de tomar... mas também acho que tomaste a decisão certa!

Me disse...

Uma decisão difícil sim... mas do ponto de vista financeiro parece-me a mais acertada... Afinal, o risco também se mede... e custa dinheiro!

Mr. Me disse...

Cá pra mim fizeste bem!

Seis anos de casa é um trunfo que tens de dar quando surgir uma oportunidade compensadora! Não à pressão!

Beijão!

fengfk2008 disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Лαяiα ♡ disse...

Nunca é fácil tomar uma decisão dessas mas pensado bem ias trocar o certo pelo incerto!!

Boa semana, bjoo*

MR. HEAVY disse...

Falo por experiência que este tipo de decisões são muito dificeis... há uns meses surgiu-me uma propsta de trabalho na Invicta (minha terra), a 500 metros de casa, onde não teria de gastar dinheiro em alojamento, alimentação, e gasolina porque podferia fazer tudo isto em casa dos papás... proposta tentadora, que depois de muito pensar e quase ter ficado louco por não conseguir tomar nenhuma decisão, acaberi por optar por continuar a trabalhar algures na Beira interior, a 300kms de casa... como deves calcular ficou tudo a pensar que eu estava louco, familia, amigos, etc... o tempo veio dizer-me que afinal tomei a opção certa... o dinheiro não é tudo... a nossa sanidade mental e a nossa felicidader são muito mais importantes... bjs

fengfk2008 disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Yoga Girl disse...

Acho que fazia o mesmo!

Yoga Girl disse...

Acho que fazia o mesmo!